Poder e controle social: violência urbana na Fronteira do Brasil Central (1940-1950)

Sandro Dutra e Silva, Francisco Itami Campos

Resumen


Este trabalho tem por objetivo analisar o processo histórico da expansão da fronteira agrícola e demográfica em Goiás, Brasil Central (1940-1950). Esse trabalho se propõe a analisar diferentes fontes documentais, fundamentando-se na tradição dos estudos sociais de fronteira. Tem como objeto de análise a formação urbana de Barranca (Rialma) e os processos relacionados ao estigma social da violência nesta localidade. Os resultados com base na documentação emfatiza ma construção da ordem e o controle social no espaço urbano e sua relação com a expansão da fronteira no Brasil Central.

Palabras clave


Fronteira; Brasil Central; Colonização; Controle Social.

Texto completo:

PDF


Universidad del Zulia /Venezuela/ opción/ revistaopcion@gmail.com /ISSN: 1012-1587/ ISSNe 2477-9385


Licencia de Creative Commons
Este obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-CompartirIgual 3.0 Unported.